Portal ApoNews

Notícias Pernambuco

Bala atinge janela de apartamento no 5º andar em Boa Viagem

Jornalista Roberta Almeida, que mora em um prédio em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife.

Bala atinge janela de apartamento no 5º andar em Boa Viagem
Reprodução/WhatsApp
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Uma moradora de Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, levou um susto quando estava trabalhando em casa. Uma bala atingiu a janela do apartamento, no quinto andar do prédio, e, por pouco, não bateu na cama dela. “A gente acha que está no lugar mais seguro que existe”, afirmou a jornalista Roberta Almeida.

Roberta contou que o fato aconteceu no fim da tarde de sexta (19). Nesta terça (23), ela prestou queixa na delegacia do bairro. Horas depois, peritos do Instituto de Criminalística (IC) estiveram no apartamento para coletar provas e recolher o projétil.

A jornalista, que trabalha em home office, disse que costuma usar o computador no quarto. Foi justamente esse cômodo que teve uma das janelas quebradas pela bala.

“Eu não ouvi barulho de tiro. Só ouvi quando a janela quebrou. Pensei que poderiam ter jogado alguma coisa”, afirmou.
Bala foi encontrada atrás da cama de de jornalista, que estava trabalhando quando janela do quarto de apartamento no quinto andar foi atingida por tiro  — Foto: Reprodução/WhatsApp

Bala foi encontrada atrás da cama de de jornalista, que estava trabalhando quando janela do quarto de apartamento no quinto andar foi atingida por tiro — Foto: Reprodução/WhatsApp

Em seguida, Roberta descobriu que havia um projétil atrás da cama, ao lado de estilhaços de vidro da janela. “Depois, descobri que a bala bateu na grade. O pior é que tenho duas filhas que costuram ficar na minha cama, esperando que eu termine de trabalhar”, comentou.

Segundo a jornalista, a filha mais velha, de 15 anos, estava na sala do apartamento e também ouviu o barulho da janela quebrando. A mais nova, de 6 anos, tinha isso para a escola.

 
Peritos do Instituto de Criminalística (IC) estiveram no apartamento de jornalista após bala atingir janela do quinto andar — Foto: Reprodução/WhatsApp

Peritos do Instituto de Criminalística (IC) estiveram no apartamento de jornalista após bala atingir janela do quinto andar — Foto: Reprodução/WhatsApp

A jornalista disse que não tem ideia de como um tiro atingiu a janela do quarto dela. “Moro no quinto andar e na frente do meu prédio existe um edifício mais baixo. Estou querendo saber o que aconteceu até agora”, afirmou.

Roberta conversou com os peritos do IC e eles disseram que não seria possível dizer o calibre da bala. “Eles vão levar para o laboratório. Hoje, tiraram medidas da janela do quarto também”, acrescentou.

g1 entrou em contato com a Polícia Civil para saber detalhes da investigação, mas não obteve retorno até a última atualização desta reportagem.

Aviso: Esse conteúdo não reflete a opinião do nosso portal e a sua fonte é g1.globo.com/pe

Veja também