Portal ApoNews

MENU
Logo
Sábado, 16 de janeiro de 2021
Publicidade
Publicidade

Estado

Campanha contra febre aftosa imuniza 94,54% do rebanho no RN

Os resultados foram bastante positivos para a pecuária do Estado

Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A segunda etapa da campanha de vacinação 2019 contra a febre aftosa no Rio Grande do Norte acabou com mais um saldo positivo. Com 94,54% do rebanho imunizado, a campanha alcançou uma das maiores coberturas do Brasil, segundo o balanço divulgado esta semana pelo Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do RN (IDIARN).

Os resultados foram bastante positivos para a pecuária do Estado, indicando que a adesão dos produtores continua efetiva, mesmo na segunda etapa da campanha, quando somente os animais de 0 a 24 meses precisam ser vacinados.

A febre aftosa é uma doença causada por vírus que provoca febre e aftas, principalmente na boca e entre os cascos dos animais, causando enorme perda na produção de leite e carnes.

A primeira etapa da campanha de 2020 contra a febre aftosa será durante todo o mês de maio em todos os municípios do Rio Grande do Norte, e os produtores terão até o dia 15 de junho para enviar a declaração dos rebanhos. O produtor que deixar de declarar seu gado pagará multa e ficará impedido de movimentar seus animais, além de não ter acesso às linhas de créditos rurais e aos benefícios de órgãos estaduais e federais.

O produtor cadastrado junto ao IDIARN deverá adquirir sua vacina em uma das lojas autorizadas a comercialização, e, após isso, vacinar seus animais e declarar o rebanho em um dos escritórios do IDIARN, EMATER ou Secretárias Municipais de Agricultura.

Gosta do nosso trabalho? Contribua para nos ajudar. CLIQUE AQUI!

Acompanhe informações exclusivas sobre o caso acima no nosso APP. CLIQUE AQUI

Esta é uma cópia de conteúdo e não reflete necessariamente a opinião do GRUPO APONEWS DE COMUNICAÇÃO, sendo de inteira e total responsabilidade de DeFato.com Matéria: 0190/2020

Comentários:

Envie sua mensagem para nossa redação!