Portal ApoNews

Notícias RN

Campanha de vacinação da influenza atinge apenas 20% de público-alvo no RN

Faltando um mês para término da vacinação, Secretaria de Estado da Saúde faz alerta para que as pessoas dos grupos prioritários procurem os postos.

Campanha de vacinação da influenza atinge apenas 20% de público-alvo no RN
Créditos: As fotos e vídeos contidos nesta matéria é de inteira e total responsabilidade de Andrea Rego Barros/Prefeitura do Recife
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) informou nesta terça-feira (8) que apenas 20% das pessoas do público-alvo da campanha receberam a vacina contra a influenza no Rio Grande do Norte. A vacinação, que foi iniciada no dia 12 de abril, está em sua terceira fase de execução e segue até 9 de julho.

A meta é vacinar mais de 1,3 milhão de potiguares, entre crianças de 6 meses a menores de 6 anos, gestantes, puérperas, povos indígenas e trabalhadores da saúde, idosos com 60 anos e mais e professores. Também pertencem ao público-alvo pessoas com comorbidades, pessoas com deficiência permanente, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo rodoviário passageiros urbano e de longo curso, trabalhadores portuários, forças de segurança e salvamento, forças armadas, funcionários do sistema de privação e liberdade e população privada de liberdade e adolescentes e jovens em medidas socioeducativas.

A baixa procura é motivo de preocupação para a Sesap, que faz o alerta para que as pessoas dos grupos prioritários possam buscar uma Unidade Básica de Saúde (UBS) do seu município para receber o imunizante contra a gripe.

"Toda a população que não se vacinou na primeira e na segunda fase pode procurar as unidades básicas de saúde para receber a dose", destaca a enfermeira Katiucia Roseli, que está coordenando a campanha. "Pedimos para que a população se conscientize de que a influenza também gera internação, também causa o óbito e somente a vacina proporciona a segurança necessária", completou.

A Sesap reforça ainda que as pessoas contempladas nos grupos prioritários para a vacinação contra influenza e que ainda não foram vacinadas contra a Covid-19, ao buscarem uma UBS, deverão, preferencialmente, tomar a vacina contra a Covid e agendar a administração da vacina contra a influenza, respeitando um intervalo mínimo de 14 dias entre as vacinas.

Aviso: Esse conteúdo não reflete a opinião do nosso portal e a sua fonte é g1.globo.com/rn
Comentários:

Veja também