Portal ApoNews

MENU
Logo
Quinta, 25 de fevereiro de 2021
Publicidade
Publicidade

Policia

Criança sequestrada é resgatada após 12 dias e padrasto é preso pelo crime

Criança foi achada em uma casa na cidade de Caucaia, na Grande Fortaleza. O padrasto e uma mulher que estavam na residência foram presos.

Publicidade
Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A Polícia Civil localizou na noite dessa sexta-feira (22), no município da Caucaia, a criança de 6 anos que havia sido sequestrada e estava desaparecida desde dia 12 deste mês. A criança havia sido levada pelo padrasto após ele agredir a mãe dela. O suspeito foi preso.

Segundo a polícia, o garoto foi localizado em uma casa em uma vila na Rua Letícia Marques Cavalcante. Os policiais localizaram a criança deitada em uma cama na sala.

O homem identificado como Antônio Giliarde Araújo de Souza e uma mulher estavam com a criança e foram levados para a Delegacia Metropolitana de Caucaia, onde foram autuados em flagrante pela subtração de menor. Já a criança foi encaminhada para o Conselho Tutelar.

Nesta sexta-feira (22), a delegada Marta Reis, da Delegacia da Mulher de Pacatuba, disse que a mãe relatou em depoimento que ela e a criança ficaram desacordadas depois serem agredidas pelo padrasto. Como estava inconsciente, não soube explicar o sumiço da criança. A suspeita da polícia era de que o homem estava sob efeito de entorpecentes no momento da agressão.

Relacionamento conturbado

Segundo Marta Reis, a mãe, que possui transtornos mentais, com ajuda de um funcionário da escola onde a criança estuda, abriu um boletim de ocorrência na última segunda-feira (15), relatando o caso.

As investigações policiais apontaram ainda que o casal vivia um relacionamento conturbado de apenas dois meses, discutia bastante e a mãe já havia sido agredida antes pelo homem. Um dos motivos da briga no dia do desaparecimento seria o fato dela não aceitar o vício em drogas do companheiro. Outro motivo da agressão é que a mãe poderia estar grávida do suspeito o que o deixou irritado.

Aviso: Esse conteúdo não reflete a opinião do nosso portal e a sua fonte é g1.globo.com/ce

Créditos: As fotos e vídeos contidos nesta matéria é de inteira e total responsabilidade de Defesa da Mulher de Pacatuba

Publicidade
Publicidade

Comentários:

Publicidade
Publicidade

Envie sua mensagem para nossa redação!