Portal ApoNews

MENU
Logo
Quinta, 04 de março de 2021
Publicidade
Publicidade

Policia

Homens são detidos levando 600 quilos de carne de cavalo e jumento para vender em Mercado

Eles foram flagrados em Passira, no Ageste do estado. O caso foi registrado na Delegacia de Limoeiro, na mesma região.

Publicidade
Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Quatro homens foram detidos pela Polícia Militar (PM) com 600 quilos de carne de cavalo e de jumento, em Passira, no Agreste de Pernambuco. De acordo com a corporação, o material seria entregue no Mercado de Afogados, na Zona Oeste do Recife, para ser vendido aos consumidores como sendo carne de boi.

O caso ocorreu na noite da quarta-feira (20), por volta das 22h50, e foi confirmado pela corporação nesta quinta-feira (21). Policiais da 6ª Companhia Independente de Policiamento faziam rondas no Sítio Poço do Pau, na zona rural de Passira, quando viram duas caminhonetes com quatro suspeitos.

Os policiais abordaram os homens e verificaram que havia 250 quilos de carne de cavalo e jumento em um carro e 350 quilos, no outro. O material, segundo a polícia, vinha de um abatedouro ilegal localizado no Sítio Poço do Pau.

Além disso, a carne estava sendo transportada sem as condições sanitárias necessárias. À polícia, os homens também disseram que combinavam as vendas por telefone, via WhatsApp.

Eles foram detidos em flagrante por crime contra as relações de consumo e levados à Delegacia de Plantão de Limoeiro, também no Agreste do estado. Os celulares foram encaminhados a perícia.

A Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária do Estado de Pernambuco (Adagro) informou que a carne será incinerada no Matadouro Regional de Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata.

Procurada pelo G1, a Polícia Civil informou que não foi localizado registro dessa ocorrência.

Aviso: Esse conteúdo não reflete a opinião do nosso portal e a sua fonte é g1.globo.com/pe

Créditos: As fotos e vídeos contidos nesta matéria é de inteira e total responsabilidade de Adagro/Divulgação

Publicidade
Publicidade

Comentários: