Portal ApoNews

Notícias Piauí

Macaco bugio é resgatado após atacar moradores em São Raimundo Nonato

Pelo menos uma criança e duas mulheres foram vítimas do primata. O macaco era criado ilegalmente como animal doméstico por uma família.

Macaco bugio é resgatado após atacar moradores em São Raimundo Nonato
Créditos: As fotos e vídeos contidos nesta matéria é de inteira e total responsabilidade de Larissa Ribeiro
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Um macaco bugio (alouatta guariba) que estava atacando moradores na localidade Serra Vermelha, zona rural de São Raimundo Nonato, Sul do Piauí, foi resgatado na tarde desta quinta-feira (16) pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e pela Polícia Ambiental. Pelo menos uma criança e duas mulheres foram vítimas do animal.

Segundo a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, o macaco era criado ilegalmente como animal doméstico por uma família. O caso foi denunciado à secretaria, que acionou a Polícia Ambiental para fazer o resgate do primata.

"A Polícia Ambiental foi até a residência, junto com a equipe do Ibama. O proprietário da casa ajudou a colocar o animal na gaiola e ele foi encaminhado ao Centro de Triagem de Animais Silvestres, do Instituto, em Teresina. O macaco vai passar por cuidado veterinário e depois pelo processo de habilitação para saber da possibilidade de retorná-lo a natureza", explicou o secretário municipal de Meio Ambiente, André Landim.

Macaco bugio estava atacando moradores em São Raimundo Nonato, no Piauí — Foto: Divulgação/Larissa Ribeiro

Macaco bugio estava atacando moradores em São Raimundo Nonato, no Piauí — Foto: Divulgação/Larissa Ribeiro

O secretário destacou que o proprietário entregou o macaco de forma voluntária, mas aguarda a recomendação do Ibama para definir possíveis penalidades.

Ataques
Mulher atacada por macaco é levada para hospital — Foto: Reprodução

Mulher atacada por macaco é levada para hospital — Foto: Reprodução

O último ataque aconteceu na manhã de quarta-feira (15) contra uma mulher, identificada como Irany de Sousa Ferreira, 41 anos. Ela havia acabado de sair da casa onde reside, quando o animal pulou e a agrediu.

“Ela mora a 200 metros da casa onde o macaco vive. A mulher acredita que o macaco estava no pé de manga que fica em sua residência se alimentando de frutas, quando a viu e a atacou”, contou o comandante da Companhia Ambiental do 11º Batalhão da PM de São Raimundo Nonato, capitão Odair Ribeiro.

A moradora precisou ser levada pelo Serviço Móvel de Urgência (Samu) até a Unidade de Pronto Atendimento do município para tratar os ferimentos. A mulher foi vacinada.

O que fazer após o ataque?
Macaco bugio ataca duas mulheres e uma criança em São Raimundo Nonato, Sul do Piauí — Foto: André Pessoa/Arquivo pessoal

Macaco bugio ataca duas mulheres e uma criança em São Raimundo Nonato, Sul do Piauí — Foto: André Pessoa/Arquivo pessoal

A orientação de especialistas para é que as pessoas atacadas pelo macaco bugio ou por qualquer outro animal silvestre procurem, imediatamente, um atendimento médico.

As vítimas devem tomar a vacina e o soro antirrábicos. Dependendo da situação, o paciente deve receber ainda o imunizante contra o tétano.

Aviso: Esse conteúdo não reflete a opinião do nosso portal e a sua fonte é g1.globo.com/pi
Comentários:

Veja também