Portal ApoNews

Notícias Maranhão

Operação prende quatro pessoas suspeitas de furto de energia elétrica no Maranhão e Piauí

A ação foi realizada por investigadores do Departamento de Defesa de Serviços Delegados (DDSD/SEIC), com apoio da Polícia Civil do Piauí.

Operação prende quatro pessoas suspeitas de furto de energia elétrica no Maranhão e Piauí
Divulgação/Polícia Civil do Maranhão
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Entre os dias 3 e 8 de abril, a Polícia Civil do Maranhão realizou a operação ‘Mapi’, que teve como objetivo identificar fraudes em medidores de energia elétrica nas cidades que fazem fronteira com os Estados do Maranhão e Piauí. Quatro pessoas foram presas em flagrante.

A ação foi realizada por investigadores do Departamento de Defesa de Serviços Delegados (DDSD/SEIC), com apoio da Polícia Civil do Piauí, nas cidades maranhenses de Timon, Caxias, São Bernardo e, também, em Teresina, capital do Piauí.

Segundo a polícia, durante a operação houve a identificação de unidades consumidoras com indícios de fraudes em medidores digitais de energia elétrica, que foram manipulados em seus componentes eletrônicos (placa interna) para furtar energia.

Operação prende quatro pessoas suspeitas de furto de energia elétrica no Maranhão e Piauí — Foto: Polícia Civil do Maranhão

Operação prende quatro pessoas suspeitas de furto de energia elétrica no Maranhão e Piauí — Foto: Polícia Civil do Maranhão

Ao todo, a Polícia Civil executou 11 autuações por irregularidades, e quatro pessoas foram presas em flagrante.

Um dos presos, um homem residente da cidade de Teresina, seria autor da prática de dezenas de fraudes em unidades consumidoras de energia na Região dos Cocais.

O homem chegou a ser conduzido para a DECAP em Teresina, onde foi ouvido em interrogatório, mas não ficou preso, apesar de ter confessado algumas fraudes, mas responderá aos Inquéritos em liberdade.

As investigações continuam, porque, segundo a polícia, há mais pessoas envolvidas no furto de energia mediante fraude nos dois Estados.

Aviso: Esse conteúdo não reflete a opinião do nosso portal e a sua fonte é g1.globo.com/ma

Veja também

Envie sua mensagem para nossa Central de Atendimento.