Portal ApoNews

Notícias Ceará

Polícia busca mais dois suspeitos por morte de vendedora em shopping de Fortaleza

Carol Rocha foi assassinada durante um assalto na última sexta-feira (20).

Polícia busca mais dois suspeitos por morte de vendedora em shopping de Fortaleza
Créditos: As fotos e vídeos contidos nesta matéria é de inteira e total responsabilidade de Divulgação/SSPDS
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Agentes da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) buscam duas pessoas suspeitas de terem participado do assalto que resultou na morte da vendedora de uma joalheria, dentro de um shopping em Fortaleza. Segundo o titular da pasta, Sandro Caron, além dos quatro homens presos, outras duas pessoas já foram identificadas e estão sendo procuradas.

"Nós já temos a identificação dessas pessoas, seguimos em diligências, mas destaco que essas duas pessoas têm uma participação [no crime], mas os quatro participantes principais da quadrilha já estão presos", disse Sandro Caron. Estão presos preventivamente Lúcio Mauro Rodrigues Ferreira, André Luiz dos Santos Nogueira, Douglas da Silva Dias e Antônio Duarte Araújo Enéas.

Conforme a delegada Mariana Diógenes, da 7ª Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa, que apura a investigação, dos outros dois, um já esta identificado e qualificado, e o outro está sendo procurado pelas imagens das câmeras de segurança do shopping.

Mandante e organização do crime

De acordo com a delegada, “foi possível identificar quem seria o mandante, o chefe, o autor intelectual, quem arquitetou essa empreitada. Sendo ele conhecido por Lúcio. O Lúcio Mauro é expertise dele esse tipo de conduta criminosa. Pelo montante desse roubo, ele disse que achou que ‘seria um boa empreitada para ele se dar bem’", disse.

Lúcio Mauro Rodrigues Ferreira, André Luiz dos Santos Nogueira e Antônio Duarte Araújo Enéas já haviam sido presos em dezembro de 2020 por um roubo qualificado, mas foram soltos em março de 2021 por uma decisão da Justiça. A investigação identificou que Douglas da Silva Dias foi o responsável pelo disparo que vitimou a vendedora da joalheria, Carol Rocha.

Sandro Caron afirmou que, após a soltura, eles continuaram praticando crimes e, no mês passado, em julho, "realizaram um assalto no Bairro Carlito Pamplona em uma loja de departamentos". Conforme o secretário, eles também roubaram celulares.

Quadrilha usou ponto eletrônico

Os suspeitos de terem organizado o assalto utilizaram pontos eletrônicos de comunicação durante o crime. De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), entre os quatro homens presos, um deles foi o responsável por atirar e matar Carol Rocha, a funcionária da joalheria vítima da ação criminosa.

O marido de Carol Rocha se manifestou, neste domingo (22), por meio de redes sociais sobre a perda da mulher. Matheus Damasceno relatou a dor de perder a esposa: "Foi tirada de mim a minha melhor parte, o melhor de mim foi arrancado. A minha melhor amiga se foi".

As investigações são conduzidas em conjunto pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e pela Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) - com apoio do Departamento de Inteligência.

Latrocínio

A vítima foi baleada e morreu ainda no shopping, mesmo recebendo socorro. A informação foi confirmada pela assessoria do estabelecimento. A polícia informou que se trata de um caso de latrocínio (roubo com morte). Clientes e funcionários do shopping foram surpreendidos ao ouvir disparos.

Imagens gravadas por clientes do shopping mostram a equipe de salvamento tentando reanimar a vítima.

Segundo a SSPDS, houve troca de tiros com o segurança do local e uma das vendedoras foi atingida.

Por nota, o shopping Iguatemi declarou:

"O Iguatemi Fortaleza informa que foi registrada uma tentativa de assalto no início da noite desta sexta-feira (20), no interior de uma loja. Houve disparos de arma de fogo que atingiram uma funcionária da loja, que foi atendida pela equipe de primeiros socorros do shopping, mas, infelizmente, não resistiu e faleceu. Uma equipe do shopping prestou apoio psicológico aos familiares da vítima no local, também disponibilizando a assistência de paramédicos. O shopping lamenta o fato e está colaborando com as investigações, já tendo cedido todas as imagens do shopping às autoridades de segurança pública, que apuram as circunstâncias do ocorrido. As investigações sobre o caso estão a cargo da Policia Civil, órgão da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). O Shopping Iguatemi Fortaleza se solidariza com a família da Sra. Carol Rocha. Informamos ainda que os eventos culturais previstos para este final de semana foram cancelados".

Aviso: Esse conteúdo não reflete a opinião do nosso portal e a sua fonte é g1.globo.com/ce
Comentários:

Veja também