Portal ApoNews

MENU
Logo
Quarta, 16 de junho de 2021
Publicidade
Publicidade

Policia

Polícia prende dois suspeitos de participação na morte de cabo da PM em Natal

Cabo Gustavo Pinheiro, de 39 anos, foi morto no dia 13 de abril durante um assalto a uma loja em Capim Macio.

Publicidade
Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil prendeu nesta terça-feira (11) dois suspeitos de participação na morte do policial militar Gustavo Pinheiro de Andrade, de 39 anos, durante um assalto a um loja de celulares no bairro Capim Macio, na Zona Sul de Natal. O crime aconteceu no último dia 13 de abril.

Os dois suspeitos, um homem de 24 anos e outro de 42, foram detidos na Cidade Alta, em Natal. Contra o primeiro, havia um mandado de prisão temporária. Ele confessou participação no planejamento do crime, mas disse que não participou da execução, nem estava presente no local.

Sobre o suspeito de 42 anos, as investigações apontaram que ele participou do crime como piloto de fuga após o assassinato. Ele também teria sido o responsável por levantar informações sobre a loja. O suspeito também tinha um mandado de prisão contra ele por roubo a um posto de combustível em 2010 - ele também foi o piloto de fuga.

O terceiro suspeito de participação no assassinato do policial militar foi morto no dia 23 de abril durante um confronto com a PM em uma ação no Paço da Pátria, na Zona Leste de Natal. A operação mirava a prisão de Renato Rovegno de Souza Júnior, apontado como o autor dos disparos que mataram o o cabo Gustavo Pinheiro.

Durante a ação, o suspeito reagiu a abordagem e foi alvejado, morrendo no local. Com ele, estava uma pistola ponto 40, que pertencia a Gustavo Pinheiro, além de uma pistola 9 milímetros.

Imagem aérea mostra operação da PM no Paço da Pátria em Natal, que terminou com morte de um suspeito — Foto: PM/Divulgação

Imagem aérea mostra operação da PM no Paço da Pátria em Natal, que terminou com morte de um suspeito — Foto: PM/Divulgação

Os dois suspeitos presos nesta quarta foram conduzidos para a delegacia e, em seguida, encaminhados ao sistema prisional, onde ficam à disposição da Justiça. A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181.

Morte do policial

O cabo da Polícia Militar foi morto a tiros no início da noite do dia 13 de abril durante um assalto a uma loja no bairro Capim Macio, na Zona Sul de Natal. Gustavo Pinheiro de Andrade tinha 39 anos de idade e estava na corporação desde 2010. Ele atuava no quinto batalhão.

O crime aconteceu na Rua Américo Soares Wanderley, uma das que dá acesso à Avenida Engenheiro Roberto Freire, a principal da região.

De acordo com a Polícia Militar, o cabo entrou em uma loja de equipamentos e conserto de celular e sentou no local de espera dos clientes. Ele era amigo dos funcionários da loja. O bandido já estava lá dentro, mas não havia ainda anunciado o assalto.

A PM acredita que o criminoso, ao perceber o volume da pistola na cintura do policial, atirou contra o policial, sem chances de reação. Ele foi atingido na cabeça e na região pélvica. Em seguida, o bandido pegou a arma do policial e fugiu em um carro que o aguardava do lado de fora da loja com um comparsa.

Publicidade
Publicidade

Comentários: