Portal ApoNews

Notícias Paraíba

Quase 200 kg de cloridrato de cocaína são apreendidos pela PRF, na Paraíba

Dois homens foram presos. Droga estava escondida em um fundo falso de um caminhão.

Quase 200 kg de cloridrato de cocaína são apreendidos pela PRF, na Paraíba
PRF-PB/Divulgação
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Foram apreendidos na noite desta quarta-feira (13), pela Polícia Rodoviária Federal na Paraíba, 188 kg de cloridrato de cocaína escondidos em um caminhão que saiu do Espírito Santo e tinha como destino o Rio Grande do Norte. A apreensão ocorreu durante abordagem realizada na Unidade Operacional da PRF em Mata Redonda, no município de Alhandra. Dois homens foram presos.

O caminhão foi abordado após uma denúncia anônima realizada para o telefone de emergência 191. Do outro lado da linha havia um motorista informando que o condutor de um caminhão-trator Scania de cor branca estava realizando direção perigosa e que acreditava ter visto uma arma de fogo.

Ao abordar o caminhão na BR 101, km 107, na Unidade da PRF em Mata Redonda, o condutor, um homem de 37 anos, já desceu do veículo agitado e alegando ser trabalhador. Os policiais iniciaram uma busca detalhada no veículo por uma suposta arma de fogo, localizando um fundo falso no interior da cabine, onde foi localizada toda a droga. Nenhuma arma de fogo foi encontrada.

O que chamou atenção dos policiais foi o tipo de droga encontrado e sua pureza. O cloridrato de cocaína é a versão mais pura da droga, de elevado valor para o crime organizado e que renderia uma grande quantidade de droga ao ser misturada antes da venda para o destino final.

Durante a abordagem dois homens foram presos em flagrante. O condutor, um homem de 37 anos, e o passageiro, um homem de 20 anos, não possuíam antecedentes criminais e deverão responder por tráfico de drogas. Eles, toda a droga aprendida e o caminhão foram encaminhados para a sede da Polícia Federal em João Pessoa.

Aviso: Esse conteúdo não reflete a opinião do nosso portal e a sua fonte é g1.globo.com/pb

Veja também