Portal ApoNews

Notícias Brasil

Rio suspende aplicação da CoronaVac por falta de vacinas

Vacinação com outros imunizantes continua ocorrendo conforme o calendário, tanto paraa primeira quanto para a segunda dose e a dose de reforço.

Rio suspende aplicação da CoronaVac por falta de vacinas
Créditos: As fotos e vídeos contidos nesta matéria é de inteira e total responsabilidade de © Rovena Rosa/Agência Brasil
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O município do Rio de Janeiro decidiu suspender a aplicação da segunda dose da vacina CoronaVac, contra a covid-19, por falta do imunizante. A Secretaria Municipal de Saúde informou que aguarda a liberação, pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), de um lote de 166 mil vacinas que está incluido em uma remessa suspensa de forma cautelar.

No início de setembro, a Anvisa decidiu interditar 25 lotes, com um total de 12,1 milhões de imunizantes, que foram enviados ao Brasil pela fabricante chinesa Sinovac, parceira do Instituto Butantan na produção da CoronaVac.

Segundo a agência, a fábrica de onde vieram os imunizantes não recebeu autorização de uso emergencial emitida para a vacina. 

Vacinação

A vacinação com outros imunizantes continua ocorrendo conforme o calendário, tanto para a primeira quanto para a segunda dose e a dose de reforço.

A primeira dose no município está sendo aplicada hoje a adolescentes de 14 anos do sexo masculino e a grávidas, lactantes, puérperas e pessoas com deficiência de 12 anos ou mais. A dose de reforço está sendo aplicada em idosos com 91 anos ou mais e a pessoas com alto grau de imunossupressão, com 60 anos ou mais.

Aviso: Esse conteúdo não reflete a opinião do nosso portal e a sua fonte é Vitor Abdala - Repórter da Agência Brasil
Comentários:

Veja também