Portal ApoNews

Notícias RN

Sine oferece 42 vagas de emprego para Natal, Região Metropolitana, Mossoró e Apodi

Candidatos interessados devem se cadastrar através do portal Emprega Brasil do Ministério do Trabalho e Emprego.

Sine oferece 42 vagas de emprego para Natal, Região Metropolitana, Mossoró e Apodi
Créditos: As fotos e vídeos contidos nesta matéria é de inteira e total responsabilidade de Divulgação/Prefeitura de Aparecida de Goiânia
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O Serviço Nacional do Emprego (Sine), através da Subsecretaria do Trabalho da Sethas-RN, oferece 42 vagas de emprego para Natal, Região Metropolitana, Mossoró, Parnamirim, Apodi, São José de Mipibu e regiões nesta segunda-feira (19).

As vagas são para cargos permanentes e temporários. O cargo com o maior número de vagas (20) é o de vendedor pracista para Natal e Região Metropolitana.

Para concorrer às vagas, os candidatos devem se cadastrar via Internet através do Portal Emprega Brasil do Ministério do Trabalho e Emprego ou nos aplicativos Sine Fácil e Carteira de Trabalho Digital, disponíveis para Android e IOS.

Os telefones de agendamento estão disponíveis para informações: 3190-0783, 3190-0788. O atendimento é de segunda a sexta, das 8h às 12h.

Vagas

Natal e Região Metropolitana

  • Atendente de lanchonete - 1
  • Auxiliar de almoxarifado - 1
  • Comprador - 1
  • Mecânico de manutenção de ônibus - 1
  • Mecânico de manutenção hidráulica - 1
  • Mecânico de refrigeração - 4
  • Operador de extrusora de borracha e plástico - 1
  • Pizzaiolo - 1
  • Vendedor pracista - 20

Vagas Temporárias

  • Instalador de sistemas eletroeletrônicos de segurança - 3
  • Pintor industrial - 1
  • Técnico em eletromecânica - 1

Parnamirim

  • Fiel de depósito - 1
  • Promotor de vendas - 1

São José de Mipibu

  • Técnico de refrigeração (instalação) - 1

Mossoró

  • Promotor de vendas - 1

Apodi

  • Promotor de vendas - 1
  • Vendedor pracista - 1
Aviso: Esse conteúdo não reflete a opinião do nosso portal e a sua fonte é g1.globo.com/rn
Comentários:

Veja também