Quinta-feira, 21 de Novembro de 2019
Opinião

Ex-prefeito de Apodi rebate matéria sobre sua gestão e diz que governou “num período de grandes dificuldades”

Publicada em 27/08/19 às 11:43h - 3466 visualizações

por Portal ApoNews


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Portal ApoNews )

O ex-prefeito de Apodi Flaviano Monteiro (PCdoB) emitiu nota ao Portal ApoNews discordando de uma matéria publicada na semana passada sobre sua gestão e alegando que governou em um período de grandes dificuldades e crise política.


A reportagem opinativa do ApoNews mencionava o ex-prefeito como integrante do grupo político que atrasou o Apodi e que queria voltar ao poder. O texto comentava ainda sobre a reuniu do grupo visando as eleições do próximo ano.


Leia: Grupo político que atrasou o Apodi quer voltar ao “Poder” a todo custo


Na nota enviada nesta segunda (26), Flaviano cita as principais ações do seu mandato, diz que concedeu reajuste aos servidores, melhorou a saúde do município com a implantação de novos PSF’s, ajuda no trasporte dos estudantes universitarios, dentre outros.


Confira a nota na íntegra:


Em resposta a matéria veiculada neste meio de comunicação sobre a gestão Apodi Terra Querida, quero comunicar ao nobre blogueiro que respeito sua opinião, porém discordo do conteúdo expresso na mesma. Historicamente, as posições de análise política dos filhos e filhas de Apodi vem sendo  pautado nas escolhas partidárias de uma das bandeiras política do município. Quando isso acontece perdemos a oportunidade de fazer uma análise mais teórica e  aprofundada das gestões dos ex prefeitos do município. Como contribuição a uma análise mais técnica da gestão a qual fui gestor me permita discordar da sua postagem. Fui gestor num período de grande dificuldades com uma crise política sem precedente no Brasil, onde o país praticamente parou, com queda de receita, desemprego em alta, seca prolongada, entre outros. Quem foi gestor entre os anos de 2013/2016 encontrou muitas dificuldades para administrar. Mesmo com tantas adversidades procurei fazer uma gestão pautada no equilíbrio das contas públicas e zelo com os recursos públicos.. Encontrei o município de Apodi com quase 60℅ das suas receitas comprometida com a folha de pessoal. Paguei mais de 6 milhões de débitos com servidor de gestões anteriores através do chamado  precatórios. Com uma receita de royalties nos dois primeiros anos de cerca de 550 mil consegui dar reajuste a todos os servidores público no ano de 2013. Alguns estavam sem reajuste a vários anos. Com essa receita mantive o PROGRAMA TRANSFORMAÇÃO por dois anos. Vale salientar, que um programa do Governo Federal de nível médio em 2014 aumentou a demanda de estudante  para  cidade de Mossoró, as denúncias de super lotação dos ônibus e a queda dos royalties inviabilizou o programa. Mesmo assim, propus uma bolsa para os estudantes de baixa renda, a mesma foi rejeitada pelos estudantes. Depois, acordamos juntamente  com a AENTES o  repasse  mensal de cerca de 27 mil mês para custear 50% dos ônibus. No final de 2016, com o aumento das receitas do royalties retornamos a gratuidade dos ônibus, utilizando os ônibus amarelo da frota da prefeitura. Com relação a saúde pública, encontrei o município com 3 PSFs em funcionamento, deixei com 9 em funcionamento e mais 1 em processo de implantação. Passamos em seguida, a reestruturar as unidades de saúde com a construção de 5 novas UBSs. Encontrei a Maternidade Claudina Pinto com salários atrasados, dívidas com fornecedor, etc. Aumentei o repasse da Maternidade, recuperamos a instituição que durante minha gestão serviu de amparo para várias mulheres, não só de Apodi, mas de toda região e de alguns Estados vizinho. Conseguimos parcerias com os Bancos Santander e Itaú voltados para programas sociais do município de forma especial para crianças e idosos. O nosso trabalho foi referência tanto na aplicação dos recursos, quanto na execução dos serviços para essas intituições financeiras, como  o PADI (Programa de Atendimento Domiciliar ao  voltado Idoso), é importante frisar que teve destaque    a nível internacional. Essas ações nas áreas da infância e da terceira idade nos credenciou a receber pela primeira vez na História do Apodi, o SELO UNICEF. Avançamos na Assistência Social, Saúde, aumentamos o patrimônio de Apodi com a compra de 102 hectares de terra para a construção do Pólo Industrial e a aquisição do prédio de seu Zé Bolacha para ampliar o açougue público. A partir de 2015, mesmo com receitas em queda e royalties de cerca de 200 mil mês mantivemos o foco no equilíbrio das contas públicas. O pouco que sobrava foi  investido   em obras coletivas como:


5 - UBSs

3- Ginásio de esportes

1- Ponte metálica.

1- Escola na comunidade do Góis, com recursos próprios. 

-Pavimentação asfáltica e de paralelepípedos de várias ruas e das vilas de Santa Rosa e Santa Cruz (zona rural) 

- Perfuração de poços em várias comunidades rurais. 

1- Praça da Matriz

- Projetos técnicos da rodovia  Transchapadão 

- Projeto técnico do esgotamento sanitário, e consequentemente com a conquista de sua provação na FUNASA, no valor de 18 milhões. 

- Projeto técnico da estrada da areia, através do Governo do Estado. 

-Aumento da frota de veículos do município, etc...


Deixei a gestão com as contas públicas equilibradas, com 7 milhões em caixa, limite com pessoal em 51,8% Governei com 95 cargos comissionados,  Maternidade Claudina Pinto com as contas em dia e em funcionamento,  terreno do pólo industrial, projeto técnico das estradas transchapadão e da areia, conquista do Campus da UERN, recursos para construção do cemitério público em caixa, etc.


Entendo, amigo blogueiro que gestões públicas devem  ser analisadas com a capacidade financeira que cada uma teve, e de maneira técnica. Se fosse em minha gestão  com receita de royalties de mais de 1 milhão mês (como hoje entra nos cofres públicos), os estudantes universitários não pagaria o  transporte. Obras importantes para o desenvolvimento de Apodi estariam sendo realizadas como: o aterro sanitário, cemitério, estradas transchapadão e da areia, pólo industrial estava em funcionamento e gerando emprego e renda, etc. Ressalto que  análise de gestões devem ser  pautadas em dados técnicos, sobre pena de não sermos injustos com a mesma. Desejo muito sucesso em sua jornada de blogueiro, estou à disposição para esclarecer de forma material todas as informações citadas. Como falei, respeito sua opinião, mas não concordo com a mesma, pois,  os dados acima é apenas para contribuir com o debate de forma democrática já que entendo que é dessa forma que se fortalece os princípios democráticos. Procuro fazer política por entender que é na política que podemos avançar em prol de um modelo de sociedade mais justo e de oportunidade para todos. 


Flaviano Monteiro.


Matéria de Nº: B0617/2019




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

  (84) 99227-1678

Visitas: 2128142
Usuários Online: 806
Copyright (c) 2019 - Portal ApoNews - Termos legais - Proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, sem autorização. Rua São João Batista, Nº 09 - Apodi - RN / Cep: 59700-000